21 de agosto de 2012

Algumas Mudanças em 2012

Boa tarde, gente bonita!

Começar a malhar foi um dos melhores acontecimentos nos últimos tempos na minha vida e que me proporcionaram mudanças significativas, tanto no aspecto físico quanto psicológico. Confesso que, há um bom tempo, eu planejava começar, mas sempre colocava alguma desculpa, inconscientemente, e adiava pra outro momento, sem data definida. Digo que dava desculpa porque nunca colocava como prioridade durante um bom período da minha vida. A última vez que pisara em alguma academia fora há uns 10 anos atrás, ou seja, eu estava classificada como uma pessoa sedentária e, além disso, com sobrepeso. E com 30 anos não se perde peso com a mesma facilidade de quando se tem 20 anos… Dura realidade!

A mudança aconteceu esse ano quando comecei a trabalhar no novo emprego e perto de lá (mas bem perto mesmo) identifiquei que tinha uma academia, que resolvi conhecer num dia qualquer e adorei tudo que vi! Fiquei super motivada e, no impulso do consumo (já que sou consumista ao extremo – sei que devo controlar…), fiz um plano anual e paguei com cartão de crédito. Não tinha mais como voltar atrás… E que bom que não tinha!Fonte: GoogleComecei no final de maio desse ano. Conheci muita gente legal, gente bonita (até uns colírios pra limpar a vista depois de um dia de trabalho estressante é que há de melhor… rsrsrs). Fui bem certinho, regularmente, e após um mês, não notei mudança física, mas meu sono melhorou muito, fiquei mais disposta pra diversas atividades em que tinha muita preguiça para desempenhá-las e até a TPM deu uma amenizada… Mas, depois de quase 3 meses, as mudanças físicas já são notadas nas roupas, na pele, na balança (perdi quase 3kg!).

Aliado a isso, mudei minha alimentação. Cortei refrigerante, substituindo-o por suco (natural ou artificial mesmo); passei a beber mais água (às vezes, consigo beber os 2l recomendados); diminui consideravelmente o consumo de doce e frituras, adotando a ingestão maior de frutas; adotei pão integral, leite desnatado, requeijão light, biscoito água e sal; e, principalmente, passei a comer a cada 3h, pra ajudar no metabolismo. Tudo isso de forma natural, aos poucos, acostumando o corpo, a mente e o paladar.

O que quero dizer, com isso, é que estou curtindo cada minuto dessa mudança, pois tudo é pra mim, por mim… E que devemos curtir cada conquista, mas tudo demanda de um sacrifício, que não significa que deva ser doloroso. Pode ser prazeroso (e é!) quando é feito com determinação e objetivo. Resumindo, estou muito feliz!

Até a próxima! ♥

Um comentário:

Albuq disse...

Nade, parabéns!
Entrei nesse ritmo desde do dia 2 de maio deste ano. Também mudei muito e até já estou me acostumando a não comer tantas coisas! Realmente, faz um bem danado!